Cape Verdean Notions of Migrant Remittances">Cape Verdean Notions of Migrant Remittances

The transfer of money from migrants to their non-migrant relatives is a key, symbol of the quality and meaning of transnational kinship relations. This article analyses how people in Cape Verde view migrant family members’ economic obligations and it examines the concomitant moral discourse. Through a detailed ethnographic study the article explores how gender and kinship positions interplay with the moral obligation to send remittances, and it also inquires into the differences between rural and urban people’s attitudes towards monetary gifts. Moreover, the importance of the receiver’s status in the local society is discussed and the role of the personal relation between the sender and the receiver. Thus the analysis goes beyond an instrumental and rationalistic approach to remittances, which is common in much research, and explores the significance of this money for emotions and social relations.

National Integration in Guinea-Bissau since Independence">National Integration in Guinea-Bissau since Independence

This article explores national integration in Guinea-Bissau since independence in 1974. I argue that the level of national integration is quite strong – despite the ethnic diversity prevalent in the country. As I will show, national integration is due to the ideology and policy of the former independence movement and the early postcolonial state that advocated a national-unity-in-ethnic-diversity-model. Bissau-Guineans know to separate between the state and the nation, a distinction sometimes neglected in analyses. As my findings suggest, Bissau-Guineans victimize their nation while confronting it with the state. A foreign invasion during the 1998-99 Military Conflict fostered national integration even more.

Do Conceito de Campo Político em África: contornos teóricos e exercícios empíricos">Do Conceito de Campo Político em África: contornos teóricos e exercícios empíricos

Os países africanos subsaarianos conheceram as usurpações de numerosas formações sociais e políticas globais, entre as quais o Estado-nação, no seu crescimento e no seu declínio, que representava apenas um entre numerosos casos, enquanto era simultanea­mente arrastado para processos globais em vasta escala. Com efeito, a expansão de uma forma específica de Estado-nação, simultaneamente liberal e democrático, pelo menos na sua ideologia política manifesta, afectou igualmente a África subsaariana na última década, e conduziu em muitos lugares a relações políticas muito complexas entre o Estado e figuras de poder locais tais como as Autoridades Tradicionais. Deste modo, neste texto abordaremos uma questão de grande importância para a compreensão não só das dinâ­micas políticas, mas, e sobretudo, das relações sociopolíticas tecidas na actualidade entre o Estado e as Autoridades Tradicionais: a dos fundamentos da legitimidade da domi­nação, bem como as competências e estratégias sociopol…

Economia Informal em Rede: trocas económicas e complexidade social">Economia Informal em Rede: trocas económicas e complexidade social

Partindo das realidades empíricas de Cabo Verde e diásporas, este texto explora, até certo ponto, as limitações heurísticas de certas noções sugeridas pela mainstream do modelo neoliberal da economia sobre o «informal» em África. O texto debruça-se sobre diferentes dimensões, espaços e protagonistas de práticas de economia informal em rede. As repercussões identitárias das dinâmicas destas redes entre os cabo-verdianos, apreendidas através da observação de certas formas de sociabilidade dos actores sociais considerados, são igualmente exploradas.

Nouveaux Acteurs Sociaux, Permanence et Renouvellement du Clientélisme Politique en Afrique Sub-saharienne">Nouveaux Acteurs Sociaux, Permanence et Renouvellement du Clientélisme Politique en Afrique Sub-saharienne

Introduction

Les pays africains ont connu depuis une vingtaine d’années une série de transformations économiques, sociales et politiques qui conduisent à s’interroger sur la nature du changement politique ainsi introduit et sur sa portée. Il n’est pas question ici d’apporter une réponse d’ensemble à une question aussi vaste, mais simplement d’y contribuer à partir d’une interrogation sur l’évolution d’une dimension centrale dans l’analyse des systèmes politiques africains, celle du clientélisme politique. Plus précisément, si l’on considère que l’émergence de nouveaux acteurs sociaux a été à la fois l’une des résultantes et l’une des manifestions caractéristiques de ce changement, on peut se demander quels en ont été les effets sur les pratiques clientélistes qui ont toujours été au cœur des logiques politiques africaines.

Avec la crise économique qui s’installe et s’enracine au début des années 80, et les programmes d’ajustement structurel qui, censés y porter remède, en aggra­vent l…

Actores «Invisíveis» do Desenvolvimento em África: o kindoki na racionalização de comportamentos no meio rural de Cabinda (Angola)">Actores «Invisíveis» do Desenvolvimento em África: o kindoki na racionalização de comportamentos no meio rural de Cabinda (Angola)

O desenvolvimento institucionalizado tem sido um fracasso em África. As causas desta situação são múltiplas e podem ser encontradas tanto no seio do complexo desen­volvimentista como no das populações-alvo das intervenções externamente induzidas. Proliferam os estudos sobre as adversidades do desenvolvimento no seio dos grupos-alvo dos projectos. Porém, estes estudos não têm conseguido elucidar adequadamente as carac­terísticas das paisagens organizacionais locais. O presente texto debruça-se sobre dinâ­micas sociais predominantes no espaço rural de Cabinda (Angola), que funcionam como instâncias de racionalização de comportamentos de diversos actores sociais. Mas têm sido ignoradas nos projectos de desenvolvimento localmente implementados. São dinâmicas sociais que contêm (e exprimem) tensões entre «tradição» e «modernidade», fornecendo elementos para uma melhor compreensão da complexidade dos processos de mudança so­cial externamente induzidos nestas sociedades.

Chissano contra Machel e o Colono: representações sociais do estado em Moçambique">Chissano contra Machel e o Colono: representações sociais do estado em Moçambique

Este texto apresenta os resultados preliminares de uma pesquisa ainda em curso sobre a dimensão política do pensamento social em Moçambique. Com base num estudo de caso na cidade de Tete, o texto analisa (e problematiza) as condições de validação e de pertinência dos pressupostos teóricos adoptados no estudo do pensamento social sobre o «político», naquele contexto social. Com efeito, são levantadas diversas questões teóricas e metodológicas destinadas a suscitar debate académico e contribuir para o aprofundamento das problemáticas relacionadas com o estudo da «dimensão subjectiva» da política, tal como os comportamentos e práticas sociais que lhes são associadas.